Ronald Radde e as peças censuradas no regime militar

Ronald Radde, diretor de teatro.

Ronald Radde, diretor de teatro.

MOSTRA RADDE – 45 ANOS DA CIA TEATRO NOVO
Após a última apresentação de cada espetáculo, os diretores e o dramaturgo Radde debaterão com os interessados sobre as peças e o período em que se situam na história política brasileira. A mostra retoma os textos que foram escritos e censurados na época da ditadura militar no Brasil e que representaram a insatisfação com a situação vigente, em que as pessoas eram oprimidas e perseguidas. Por meio das artes cênicas, Ronald Radde encontrou uma forma de representar e debater os temas proibidos pela censura, seus medos, angústias e também uma possibilidade de fazer com que as pessoas refletissem sobre estes acontecimentos. Apesar dos textos terem sido escritos há mais de 40 anos, os temas continuam atuais, porém, em outro contexto político. Radde é um dos poucos autores gaúchos cujas peças são montadas em todo o País inclusive exterior.

26/07
Transe – Cinco personagens totalmente heterogêneos se encontram em uma situação limite. Encarcerados por paredes imaginárias, descobrem aos poucos que suas prisões estão na sua falta de coragem de romperem as barreiras. Conduzidos por um estranho, alcançam o momento de seguirem ou desistirem de suas vidas medócres. Ou o fim ou o recomeço. • Direção: Gilberto Perin • Elenco: Marcos Versa, Glau Barros, Paulo Vicente, Guilherme Ferrera e Pilly Calvin • Iluminação: Paulo Mauro da Silva • Produção: Ellen D´avila, com assistência de Karen Radde. [ENTRADA FRANCA]

27/07
Apaga a Luz e faz de conta que estamos Bêbados – Um homem, uma mulher, suas frustrações e inquietações, suas mentiras e numa noite qualquer, a conscientização das suas próprias vidas. Ela, a cultura estabelecida de uma sociedade hipócrita que oprime e se deixa oprimir todos os dias. Ele, aomenos nesta noite, a anti-cultura. • Direção: Zé Adão Barbosa. • Elenco: Bettina Muller e Tadeu Liesenfeld • Iluminação: Paulo Mauro da Silva • Produção: Ellen D´avila, com assistência de Karen Radde. [ENTRADA FRANCA]

28/07
B… em cadeira de rodas – É um jogo cíclico, desenvolvido em dois planos: social e psicológico. o jogo é iniciado, desenvolvido e terminado por B. B éo patrão de A, deseja A, mas não sabe conquistar. Para isso usa a força do poder. E como B é um homem destruído, ele destrói todas as pessoas que o cercam. A partir deste mote, desencadeiam-se uma série de relações e sentimentos. • Direção: Alvaro Rosa Costa • Elenco: Celina Alcantara e Dedy Ricardo • Iluminação: Paulo Mauro da Silva • Produção: Ellen D´avila,com assistência de Karen Radde. [ENTRADA FRANCA]

Todas as peças da Mostra Radde começam às 21h no Teatro Novo DC na Rua Frederico Mentz, 1561, DC Navegantes.

(Foto compartilhada de http://www.ronaldradde.blogspot.com )

Anúncios

Sobre festivaldeinvernodeportoalegre

Orgão governamental
Esse post foi publicado em Festival de Inverno, programação, programação do festival, teatro e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s